Com troca no Ministério Justiça, Michel Temer quer retomar influência na Polícia Federal



Com a decisão do presidente Michel Temer de colocar Torquato Jardim (foto¹) no comando do Ministério da Justiça, a expectativa do Palácio do Planalto é retomar a influência sobre a Polícia Federal. Não está descartada nem mesmo a substituição do diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello.


Investigadores da Lava Jato já demonstram preocupação com a mudanças no Ministério da Justiça. Serraglio era considerado um ministro fraco, mas que, por isso mesmo, não tinha influência no comando da Polícia Federal e não conseguia interferir nos rumos da Lava Jato. O Planalto optou por Torquato por considera-lo com personalidade suficiente para retomar o controle da Polícia Federal.

Além disso ele é considerado um nome com boas interlocução com tribunais superiores, inclusive no TSE, que jugará na próxima semana a cassação da chapa Dilma-Temer. Torquato já foi ministro do TSE.



Osmar Serraglio (foto²) já foi convidado para permanecer no governo no lugar de Torquato, no Ministério da Transparência. Com isso, o deputado Rocha Loures, que foi flagrado recebendo uma mala de R$ 500 mil mantém foro especial.

Por Gerson Camarotti/G1
Com troca no Ministério Justiça, Michel Temer quer retomar influência na Polícia Federal Com troca no Ministério Justiça, Michel Temer quer retomar influência na Polícia Federal Reviewed by Joálisson Farias on 28.5.17 Rating: 5