Em noite de fraco futebol, Santa Cruz tropeça no Boa Esporte e fica no 1 a 1

Santa Cruz saiu na frente com João Paulo, mas caiu muito no segundo tempo e sofreu o empate do Boa.
O cenário era todo favorável ao Santa Cruz antes da partida contra o Boa Esporte. Afinal, a equipe estava em franca ascensão em termos de resultado. O grande problema é que a evolução técnica foi paralisada. A equipe coral teve problemas na criação de jogadas e mais uma vez não jogou bem. O suficiente para não sair de um empate por 1 a 1 contra os mineiros, nesta sexta-feira à noite, na Arena de Pernambuco.

Sem inspiração ofensiva, a palavra que poderia definir o primeiro tempo do Santa Cruz foi desastre. Até os 43 minutos da primeira etapa, o Tricolor só havia chutado uma bola certa no gol adversário, enquanto o Boa Esporte já tinha levado mais perigo ao gol de Julio Cesar, que teve a trave direita carimbada duas vezes em questão de segundos. 

Mas a sorte parecia estar do lado coral. Na última terça-feira, quando venceu o Vila Nova por 1 a 0, o técnico Givanildo Oliveira admitiu que a equipe achou o gol diante dos goianos e nesta sexta-feira isso se repetiu. Quando parecia que a torcida receberia o apito para o intervalo com uma tremenda vaia, João Paulo mudou a história da partida. Aos 43 minutos, Ricardo Bueno escorou de cabeça cruzamento para o meio da área e o camisa 28 chegou empurrando para o fundo das redes também de cabeça. Um alívio para os tricolores que foram até São Lourenço da Mata. 

Segundo tempo

Mesmo com o placar favorável, Givanildo Oliveira não esperou para fazer mudanças. No intervalo, colocou Halef Pitbull no lugar de William Barbio e a partida melhorou. O camisa 9 atuou aberto pelas pontas e incomodou a marcação mineira. Porém, não foi o Santa Cruz que evoluiu. O Boa Esporte queria o empate e não conseguiu, aos 14 minutos da etapa final, com o atacante Reis, porque a trave mais uma vez estava no caminho da sua equipe. Aos 20, o atacante levou perigo mais uma vez, mas nesta ocasião nada de trave. A bola foi para fora e passou muito perto do ângulo. 

Apesar da mudança ofensiva, Givanildo continuou a fechar os olhos para a necessidade do meio de campo coral estar bem desorganizado. O castigo veio aos 25 minutos, quando em cobrança de escanteio Thaciano completou o cruzamento para o fundo das redes da Cobra Coral.  Com o gol, Givanildo não aguardou mais e promoveu as entradas de Léo Lima e Alex Travassos. Uma tentativa de mudar a partida. 

O pouco tempo de treino e consequente falta de trabalhos com todo o elenco cobrou seu preço e mesmo com um time mais ofensivo, o Santa Cruz de Givanildo Oliveira não teve a mesma sorte da última rodada. O resultado manteve a equipe pernambucana na nona posição e a situação pode mudar com os demais jogos da rodada. Na próxima semana, a Cobra Coral visita o Paraná no sábado às 16h30, na Vila Capanema.

Ficha do jogo

Santa Cruz
Julio Cesar; Gabriel Vallés (Alex Travassos, aos 33’ do 2ºT), Jaime, Bruno Silva e Tiago Costa; Wellington Cezar (Léo Lima, aos 30’ do 2ºT), Derley e João Paulo; William Barbio (Halef Pitbull, no intervalo), André Luis e Ricardo Bueno. Técnico: Givanildo Oliveira.

Boa Esporte
Fabrício; Ruan, Caíque, Julio Santos e Elivelton; Escobar, Diones, Thaciano (Radamés, aos 46’ do 2ºT) e Eduardinho (Felipe Mateus, aos 34’ do 2ºT); Casagrande (Wesley, aos 33’ do 2ºT) e Reis. Técnico: Nedo Xavier. 

Data: 21/7/17
Horário: 20h30
Estádio: Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata
Árbitro: Antônio Dib Moraes de Souza (PI)
Assistentes: Cleriston Clay Barros Rios (SE) e Aliton Farias da Silva (SE)
Gols: João Paulo (aos 43’ do 1ºT) (S); Thaciano (aos 25’ do ºT) (B)
Cartões amarelos: Derley, João Paulo e Tiago Costa (S); Caíque e Radamés(B)
Público: 6.451
Renda: R$ 56.990,00

Por Rafael Brasileiro/Diario de Pernambuco, Foto: Ricardo Fernandes/DP
Em noite de fraco futebol, Santa Cruz tropeça no Boa Esporte e fica no 1 a 1 Em noite de fraco futebol, Santa Cruz tropeça no Boa Esporte e fica no 1 a 1 Reviewed by Unknown on 22.7.17 Rating: 5