Direção do Santa cobra mais atitude do elenco e avisa: 'Acabou o recreio'


O empate contra o ABC no último sábado já faz parte do passado. Alguns tentam enxergar o ponto conquistado como algo positivo dentro do clube, mas, na verdade, é algo que neste momento não é visto desse modo por quem comanda o Santa Cruz. Desejando mais atitude e empenho, a direção coral prometeu uma cobrança maior por melhores resultados.


O vice-presidente de futebol Constantino Junior concedeu entrevista nesta segunda-feira no Arruda e pediu superação aos atletas. Na opinião dele, mudar a atitude no dia a dia pode ser fundamental para que ela se reflita em campo. "O rendimento dentro de campo é uma situação, mas o redimento nos treinamentos, nos trabalhos, com o grupo, interação com funcionários, com comissão técnica e com direção é de fundamental importância. Limitação técnica pode até existir, mas é um momento de superação agora. De vontade, de tudo. Quem quer se superar e sair de um momento difícil, será fundamental a vontade. Quem quiser ficar aqui terá que ter vontade. Aqueles que estiverem achando que é recreio, acabou. Acabou o tempo de vacilo, de esperar e achar que as coisas acontecerão naturalmente", afirmou.

A cobrança, segundo Constantino, não vem apenas da direção. É interna. Com atletas rodados e que têm nome no mercado nacional, o dirigente afirmou que os próprios jogadores têm se cobrado nos vestiários. "Tem que ter atitude dentro de campo e temos encontrado respaldo no grupo. O próprio grupo cobra isso dos atletas que não estão se dedicando. Isso é importante. Temos pilares, jogadores que têm um nome a zelar e precisam que todos estejam imbuídos em sair dessa situação. A gente está muito atento a isso. Chegou a hora de separar o joio do trigo. Quero acreditar que todos vão abraçar essa causa. Jogador, às vezes, pode desmotivar por ter perdido a posição ou porque o momento não está muito bom, ms agora tem que fazer desse limão uma limonada. Temos que tirar o máximo de motivação de cada um deles. Só com atitude e motivação que sairemos dessa situação difícil. Acredito muito pela força da camisa do Santa, pela tradição e pela cobrança do nosso torcedor que sempre chegou. Precisamos ter esse respeito com nossa agremiação e vamos cobrar isso dos atletas", disse.

Uma da tentativas de ter algum respaldo para cobrar a equipe é quitar um dos meses de salários atrasados. Na próxima sexta-feira o clube completará três meses de atrasos nos vencimentos e o esforço interno é que os atletas possam ir para o jogo contra o Goiás, na próxima sexta-feira, com pelos menos um dos salários na conta. Algo que poderia ter ocorrido já nesta segunda-feira, pois havia sido noticiado que o clube teria conseguido a liberação de alguns dos valores bloqueados, mas, segundo Constantino Junior, ainda não foi dessa vez que o Tricolor teve um novo fluxo no caixa.

"Eu desconheço essa informação (de liberação de verba bloqueada) e na verdade tive que responder isso na última sexta-feira. Nosso jurídico está tentando, está buscando, mas não houve essa liberação. Estão todos empanhados em diminuir esse passivo com nossos atletas e estamos batalhando. Creio que essa semana teremos novidades positivas. Esperamos que a gente consiga efetuar um pagamento até a próxima sexta-feira".

Por Rafael Brasileiro/Diario de Pernambuco. Foto: Amanda Oliveira/DP
Direção do Santa cobra mais atitude do elenco e avisa: 'Acabou o recreio' Direção do Santa cobra mais atitude do elenco e avisa: 'Acabou o recreio' Reviewed by Joálisson Farias on 12.9.17 Rating: 5