Flamengo vence, mantém chance matemática de título, e deixa Grêmio ameaçado no G-4.


Foto: André Durão/GloboEsporte.


Desde o primeiro minuto de jogo, o Flamengo deixou clara a intenção de impor seu ritmo de jogo. O Grêmio aceitou de forma muito passiva o domínio rubro-negro, e não resistiu. Os gols de Uribe e Diego, que garantiram a vitória por 2 a 0 no Maracanã, deram uma sobrevida ao clube da Gávea, que sustenta chances remotas na matemática da briga pelo título, e garantiram o clube na fase de grupos da Libertadores em 2019. Para o comentarista de arbitragem Leonardo Gaciba, da Rede Globo, o gol do colombiano foi irregular - ele enxergou jogada perigosa. Já o time gaúcho, com a derrota, abriu caminho para o São Paulo. Se empatar ou vencer o Vasco nesta quinta-feira, a equipe paulista toma o lugar do Grêmio no G-4. 

Flamengo começou a partida tentando ditar o ritmo e forçar o Grêmio a recuar. Aos quatro, Uribe recebeu em boa posição, mas foi travado. Aos 13, Pará, pela direita, se livrou da marcação e cruzou rasteiro, mas Paulo Victor apareceu bem. Do outro lado, o Grêmio continuava recolhido ao seu campo de defesa, esperando uma chance de contra-ataque, que veio aos 15, com Leonardo e Ramiro, mas sem sucesso.

A grande chance foi com Uribe. Na disputa de cabeça após cruzamento de Vitinho, a bola desviou em Jael e carimbou a trave aos 21. Dez minutos depois, um chute sem muita pretensão de Ramiro e. e, seguida, quase o gol rubro-negro. Uribe foi travado na finalização e a bola sobrou para Renê, com o gol vazio. Ele bateu de primeira, mas Geromel conseguiu desviar com a perna para a linha de fundo. Aos 42, nova chance para o time da casa, em chute forte de Diego que Paulo Victor defendeu bem.

Com somente 36% de posse na etapa inicial, o Grêmio voltou mais agressivo do intervalo. Mas foi o Flamengo que quase marcou antes de completar o primeiro minuto. De calcanhar, Everton Ribeiro deu para Arão, que também rolou de calcanhar para Pará bater e Paulo Victor espalmar no reflexo. Na cobrança de escanteio, Réver desvia de cabeça e Uribe encaixa o voleio no alto para abrir o placar: 1 a 0. Leonardo Gaciba, comentarista de arbitragem da Rede Globo, considerou o gol irregular por jogada perigosa de Uribe, que chegou a encostar o pé na cabeça de Cortez.
  

O Grêmio teve ótima chance com Éverton, aos 15, mas Cesar defendeu a finalização de cabeça. Do outro lado, Réver, também de cabeça, quase ampliou. Ramiro salvou em cima da linha. Aos 23, mais uma grande chance. Diego rolou para Vitinho que, livre na área, isolou. Aos 42, a melhor chance do Grêmio: Geromel, de cabeça, parou em ótima defesa de César. Em seguida, do outro lado, Paulo Victor parou Marlos Moreno. O Grêmio se lançou à frente e abriu espaço para contra-ataques. Bom para Berrio, que partiu em velocidade e achou Diego na pequena área para ampliar: 2 a 0.


Fonte: GE






Flamengo vence, mantém chance matemática de título, e deixa Grêmio ameaçado no G-4. Flamengo vence, mantém chance matemática de título, e deixa Grêmio ameaçado no G-4. Reviewed by bruno on 22.11.18 Rating: 5