Maioria dos contratados do Náutico para 2019 não conseguiu se firmar

Atacante Jorge Henrique, 37 anos, o mais velho do elenco. (Foto: Léo Lemos/Náutico)

Se por um lado, o Náutico deu continuidade nesses primeiros quatro meses do ano a política de abrir espaço para a prata da casa, com destaque para o lateral direito Hereda e o atacante Thiago, apontados como as duas das principais revelações do Campeonato Pernambucano, por outro o mesmo bom aproveitamento não foi visto com relação as contratações feitas para 2019. 


Para se ter uma ideia, das nove caras novas trazidas para a temporada, apenas duas foram titulares na decisão do Estadual contra o Sport, no último domingo. No caso, o zagueiro Diego Silva e o meia Danilo Pires. Coincidentemente, ambos participam do gol de empate, com o defensor chutando a gol e a bola desviando no armador.

Diego Silva também tem outro ponto a seu favor. Entre os nove contratados é que mais tempo passou em campo no ano, com 1.171 minutos em campo. Mesmo sem ser o atleta com mais partidas jogadas. Esse posto cabe ao meia Fábio Matos, presente em 19 das 24 partidas do Náutico no ano. Porém, desses, em apenas 11 como titular. Último jogador a chegar ao clube (foi anunciado oficialmente no dia 19 de fevereiro), Danilo Pires esteve em campo em nove oportunidades, oito delas iniciando as partidas.

Jogadores mais experientes e apontados como as principais contratações alvirrubras no início de ano, o atacante Jorge Henrique e o volante Maylson sofreram com lesões. Jogador mais veterano do elenco, Jorge Henrique, aos 37 anos, disputou 16 partidas, sendo 11 iniciando de frente. Mas ficou ausente em momentos importantes por problemas físicos, como no segundo tempo do clássico contra o Santa Cruz pela Copa do Brasil (havia feito o gol de empate) e também da própria decisão do Pernambucano contra o Sport.

Já Maylson, de 30 anos, entrou em campo 13 vezes. Em todas sendo acionado no decorrer das partidas. A última, no jogo de ida da final do Estadual, quando ficou em campo apenas 21 minutos até sentir uma lesão muscular. Mas mesmo com apenas 283 minutos jogados no total, conseguiu marcar dois gols. Tanto Jorge Henrique, quanto Maylson seguem nos planos da dietoria para o restante da temporada. Em recuperação de novas lesões musculares, devem desfalcar o time por pelo menos mais duas semanas.  

Devendo

Já outros jogadores têm seus destinos incertos. Casos do lateral direito André Krobel, dos atacantes Matheus Carvalho e Tarcísio Martins, e do meia Nahuel Cisnero. Fruto de uma parceria com o Newell's Old Boys, clube argentino convidado para o amistoso de reabertura dos Aflitos, o jovem armador, de 21 anos, esteve em campo apenas 63 minutos com a camisa do Náutico. Desses, 33 no segundo tempo da decisão do Estadual, quando foi acionado de forma surpreendente pelo técnico Márcio Goiano.


Já André Krobel, trazido por indicação do treinador, chegou a desbancar o Hereda da posição. Mas sem convencer, acabou perdendo espaço para o prata da casa, que assumiu de vez a posição. Por fim, as situações de Matheus Carvalho e Tarcísio Martins são ainda mais delicadas

Contratado junto ao ABC, e com passagens pelo Monaco, da França, Matheus Carvalho realizou apenas quatro jogos pelo Timbu. O último, contra o Salgueiro, ainda pela primeira fase da Copa do Nordeste, no dia 2 de fevereiro.

Tarcísio Martins, que inicialmente chegou ao Náutico apenas para finalizar a recuperação de uma cirurgia no joelho, teve seu contrato, que inicialmente iria até abril, esticado até o final do ano. Mas em campo, acabou acionado apenas 10 minutos em um jogo contra a Acadêmica Vitória, na primeira fase, quando deixou o campo machucado.

Vale lembrar que a política da diretoria alvirrubra é de não dispensar atletas para não gerar novas causas trabalhistas. Caso algum jogador com contrato com o Náutico não esteja nos planos de Márcio Goiano para a disputa da Série C, os diretores alvirrubros tentarão emprestar esses atletas para outros clubes. 

Contratações para 2019

Diego Silva, 26 anos
14 jogos
13 como titular
1.171 minutos jogados
2 gols

André Krobel, 24 anos
8 jogos
8 como titular
673 minutos jogados
2 gols

Nahuel Cisneros, 21 anos
2 jogos
Nenhum como titular
63 minutos jogados
Nenhum gol

Danilo Pires, 27 anos
9 jogos
8 como titular
557 minutos jogados
nenhum gol

Maylson, 30 anos
13 jogos
nenhum como titular
283 minutos jogados
2 gols marcados

Fábio Matos, 23 anos
19 jogos
11 como titular
951 minutos jogados
1 gol marcado

Tarcísio Martins, 25 anos
1 jogo
nenhum como titular
10 minutos jogados
nenhum gol marcado

Matheus Carvalho, 27 anos
4 jogos
3 como titular
239 minutos jogados
1 gol marcado

Jorge Henrique, 37 anos
16 jogos
12 como titular
1.072 minutos jogados
2 gols marcados

Do SuperEsportes/PE
Maioria dos contratados do Náutico para 2019 não conseguiu se firmar Maioria dos contratados do Náutico para 2019 não conseguiu se firmar Reviewed by Joálisson Farias on 24.4.19 Rating: 5