No Náutico, diretoria valoriza atuação do time, mas volta a reclamar da arbitragem

Náutico vice-campeão pernambucano 2019. Foto: Paulo Paiva/DP.

Reconhecendo a entrega dos jogadores dentro de campo após a derrota por 4 a 3 nos pênaltis para o Sport, pela final do Campeonato Pernambucano, os dirigentes do Náutico lamentaram o vice-campeonato. Mas, eles ficaram mesmo na bronca com a Federação Pernambucana de Futebol (FPF). Por ter validado o gol irregular que deu a vitória ao Sport ainda na partida de ida da decisão, no estádio dos Aflitos, o presidente alvirrubro, Edno Melo, alfinetou a FPF na saída de campo. 


“O time sai de campo de cabeça erguida. A gente sabe muito bem para quem a gente perdeu esse campeonato. O time foi guerreiro dentro de campo, vencemos dentro de campo na casa deles. Mais um gol irregular e infelizmente a Federação não tem no quadro dela um árbitro que decidisse a final. Aquele gol de impedimento tirou um título nosso. E mais um agora. Esse gol de pênalti (no atacante Guilherme, ainda no início do primeiro tempo) não existiu”, declarou o mandatário alvirrubro. 

Já o vice-presidente do Náutico, Diógenes Braga afirmou que os jogadores “compraram a ideia” da diretoria e o elenco segue firme para a disputa da Série C. A próxima partida do Timbu acontecerá pela estreia da Série C, no próximo sábado (27), contra o ABC, fora de casa. O Náutico ainda disputará a semifinal da Copa do Nordeste contra o Botafogo-PB no próximo mês, dia 8 de maio, no estádio Almeidão. 

Do SuperEsportes/PE
No Náutico, diretoria valoriza atuação do time, mas volta a reclamar da arbitragem No Náutico, diretoria valoriza atuação do time, mas volta a reclamar da arbitragem Reviewed by Joálisson Farias on 22.4.19 Rating: 5